Skip to main content
O que eu vi na Expoprint 2018?

O que eu vi na Expoprint 2018?

O que eu vi na Expoprint 2018?

 

Olá, eu sou Pedro Luís Braghin Batista e te convido a conhecer o mundo da Expoprint 2018.

 

De quatro em quatro anos o Brasil prepara a maior exposição gráfica das Américas. É um evento único e muito importante para quem é do ramo. Não é a Copa do Mundo (embora ocorra no mesmo ano e período) mas é show de bola.

Esse ano o evento foi criticado por alguns por ser menor que os eventos passados. Eu, por outro lado, acho que foi uma janela aberta para mostrar as empresas que se reinventaram nesses últimos e terríveis anos.

Eu pude reencontrar muita gente que mudou de empresa e cargo. Notei que quem estava lá tinha uma história para contar sobre política, juros, dívidas. É complicado mesmo, mas de qualquer forma, mostramos que somos mais inteligentes e que podemos encontrar meios de continuar.

Fiquei muito feliz de ver que, apesar da “crise” as empresas continuaram. Vi máquinas incríveis, soluções e muita coisa legal. Tinha até adesivo de carro!

Vi máquinas de fazer copo de café, digitais, impressão em tecido, corte especial, softwares, sublimação. Vi que muitos não perderam tempo reclamando de governo, isso ou aquilo e, me surpreendi com tanta persistência.

A feira em si é a prova de que o Brasil leva a sério a área gráfica e com certeza o mundo viu que podemos oferecer qualidade e oportunidade.

Eu encontrei pessoas, conversei sobre passado, futuro e presente e ainda peguei algumas canetas. Notei que, apesar de vestir uniformes diferentes, somos todos iguais! Todos buscando melhorar e evoluir para fazer de cada encontro desses, um melhor do que o outro.

Quem não pode ir não precisa ficar triste… daqui quatro anos tem mais….

Então, nos vemos por aí.

 

Expoprint

 

veja também!

leia: os aniversários de um velho escritor

Share This:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *