Skip to main content
lean manufacturing

Lean Manufacturing desvendado!

Lean Manufacturing

Sou Pedro Luís Braghin Batista e te convido a conhecer o mundo do Lean Manufacturing!

Quem é da área de projetos, engenharias e indústria de vários tipos sabe o que é isso, ou pelo menos já ouviu o nome. Para quem não conhece o Lean Manufactring nada mais é do que o Sistema Toyota de Produção. Pois é, os “japas” são muito bons no que fazem, o que quer que fazem. São organizados e disciplinados a ponto de chegarem à uma execução tão planejada, que quem nunca viu acha que é impossível. Sem contar também que, quem leu “A Cultura Toyota” de Jeffrey e Michael, sabe que todo o processo Lean é baseado no aproveitamento máximo das coisas. Ou seja, NADA de desperdícios! Isso falando também nas pessoas e na qualidade de vida! Todo funcionário precisa estar valorizado, motivado e com o mesmo objetivo da empresa, seja ela a que for.

Muitos dos conceitos ensinam uma “cultura” diferente, ou seja, ensinam a olhar e mapear os problemas. Já as soluções cabe ao uso de algumas técnicas, mas mudar, só depende dos envolvidos.

Não é só uma pessoa da empresa que consegue implantar algo assim. Todos precisam querer! Não é o diretor sozinho que faz, nem um funcionário comum que faz, mas sim cada um deles, dentro das suas tarefas e responsabilidades.

Para implantar isso é preciso primeiro “organizar” a casa. Por exemplo: ter um 5s e melhoria contínua implantados. Vou explicar mais detalhado em outro post, mas por hora, o que é importante saber é que sem um padrão interno, sem processos e procedimentos bem descritos e detalhados e indicadores objetivos e metas, NÃO É POSSÍVEL implantar algo dessa magnitude.

O Lean Manufacturing foi criado com disciplina pessoal, e não funciona sem ela. É preciso que todos estejam bem alinhados, antes de qualquer coisa. Todo o projeto precisa esta claro, organizado e explícito. Se todos souberem onde precisam chegar, vão remar para o mesmo lado. Para isso, cabe aos idealizadores definirem com prioridade a COMUNICAÇÃO! Pois é, sem ela, o projeto pode ser perfeito, mas sua execução será um fracasso!

Comece meses antes a divulgar informativos sobre o assunto, sua importância, passo-a-passo para a implantação e o papel de cada um nisso. Mostre que a soma é mais interessante e que os resultados não são apenas em números para os acionistas, mas sim benefícios para toda a empresa.

Vou descrever aqui uma opção sequencial de projeto, mas pode e DEVE ser modificada, sendo usada como base para se entender que tudo isso exige esforço, tempo e vai gastar sim…

Hoje gasta-se com funcionário afastado, baixo desempenho, erros frequentes e outros, mas não tem dinheiro para automatizar uma certa função que gera tudo isso. Será que não se tem o dinheiro, ou ele está sendo usado para perpetuar o problema?

Deixo claro que existem casos e casos. Mas responda: Quanto tempo você leva para trocar o pneu do seu carro? Vinte minutos? Meia hora? Ah, você não troca? Tem que chamar o seguro?

Pois bem, se eu disser que você precisa fazer isso em segundos quando ele furar? Ou que tem que trocar precisamente antes dele causar algum problema? Ou ainda que tem que trocar com o carro em movimento?

Vão me chamar de maluco, certo? Mas tudo isso pode ser feito! Carros de fórmula um, por exemplo, trocam todos os pneus antes de você dizer “Caraca, já?” Outros ainda, trocam com o carro em movimento! Veja este vídeo: VRUM-Já pensou em trocar o pneu com o carro em movimento?

 

Agora eu repito as perguntas: Dá ou não dá? Dá sim. Porém o fator que determina isso é o FOCO e o CUSTO. Sempre dá para melhorar algo, basta saber o “destino final” e querer chegar lá.

FOCO NO FOCO!

Bom, vamos lá. Depois de comunicar a todos dessa nova filosofia, certifique-se de informar também que a empresa o implantará. Para isso deverá ser desenvolvido um meio de monitoramento e controle para garantir de tempos em tempos que todos conhecem o que vão enfrentar. Faça pesquisas internas, auditorias, entrevistas com funcionários. Use e abuse das sugestões de todos! Isso mesmo, ótimas idéias operacionais, táticas e até mesmos estratégicas podem vir de quem você menos espera. Dê esse crédito à sua equipe!

Então defina uma Política Interna sólida. Monte os cargos e trace os procedimentos para cada um. Detalhe cada função e defina métodos para fazer. Cronometre, pesquise, use as ferramentas que quiser, mas faça de cada operação algo preciso e documentado, prevendo falhas ou mesmo deixe pronto um “plano B”. Até os erros devem estar contidos em procedimentos que se acontecer de algo sair do previsto, tenha um plano de contingência adequado. Monte isso com gerentes, coordenadores, operadores, qualidade e estipule metas, premiando de alguma forma os que chegarem ao combinado.

Com tudo funcionando de forma padronizada, mesmo que sem investir em nenhuma ferramenta cara ou maquinário, os resultados já aparecerão. Quando se padroniza, evita erros e facilita o treinamento de quem está começando, o que evita muitos transtornos e acelera a adaptação. Ah! Treine! Treine! Treine muito (Tira o casaco… põe o casado)!

Agora é hora de evoluir! Implante o 5S. Já se fala de outros tantos “esses” a mais, mas o que importa é entender o conceito. Muitos acham que 5S é quando a empresa limpa e arruma algo. Cheirinho de limpeza no chão não é 5S!

É bem mais complexo do que isso, pois envolve novamente a CULTURA, não é limpar… mas sim manter limpo! Não é organizar, mas sim manter organizado! É entender que a empresa é a segunda casa, e que tudo arrumado da outro ânimo. Capricho coragem… vamos lá!

Se está meio sem ânimo para iniciar algo assim, veja a o que o incrível Cortella fala: Mediocridade

 

Para organizar seu projeto, use técnicas de gerenciamento adequadas. Também vou falar mais sobre isso em breve.

Então é isso… comentem e me contatem… tirem suas dúvidas!

 

 

Leia também meu e-book:

 

Confira outros posts também!

Grande abraço a todos,

Pedro L. Braghin

lean manufacturing

lean manufacturing

lean manufacturing

lean manufacturing

lean manufacturing

 

 

Share This:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *